terça-feira, 7 de junho de 2011

na minha...

e é sempre verdade que no coração sempre mora um 31 de dezembro, que na alma mora um raio de sol, que na pele mora um travesseiro, que na cicatriz mora um poema de Manoel de Barros, que nos pés moram a grama, que no toque mora um voo de passarinho, que no cheiro mora uma canção de vitrola, que na risada mora uma paçoca, que no choro uma barra de chocolate, que num salto mora um infinito, que num banho mora um ídolo, que num abraço mora uma vó cantando, que numa respiração mora uma cachoeira, que nas costas mora um futuro, que no peito mora uma ratoeira, que na brincadeira mora um lambida de cachorro, que no sangue mora uma cama elástica, que no sonho mora um super herói e que na palavra mora uma verdade.

Um comentário:

  1. dá pra se identificar com cada pedacinho desse post. Parabéns!

    ResponderExcluir